Alimentos
Gastronomia

10 Alimentos que parecem saudáveis, mas não são!

Conheça 10 alimentos que parecem saudáveis, mas não são. Os quais, se consumidos em excesso podem contribuir para o ganho de peso e problemas de saúde.

Iogurte, granola, chips de couve – todos parecem saudáveis, certo? Infelizmente, não importa o quão virtuoso um alimento soe – particularmente em conjunto com palavras da moda populares como “totalmente natural”, “sem glúten” e “culturas ativas vivas” – ainda pode ser ruim para você.

Essas palavras se concentram em apenas uma peça de um quebra-cabeça de comida muito maior. Embora os termos possam ser verdadeiros, eles não qualificam necessariamente o alimento como saudável. Afinal, um biscoito pode ser sem glúten, sem colesterol e orgânico e ainda assim ter alto teor de calorias, gordura e açúcar.

10 Alimentos que parecem saudáveis, mas não são!

Não é porque um alimento não é considerado saudável que não pode ser consumido, por mais que o indicado seja evitá-los, você até pode incluir em sua dieta, mas sem exageros e não de forma frequente.

Confiram a seguir quais os alimentos que parecem saudáveis, mas não são:

1. Pão Multi-Grãos

Muitas pessoas escolhem pães multi-grãos ou sete grãos porque pensam que são mais densos em nutrientes. A realidade: a maioria desses pães ainda lista a farinha de trigo enriquecida não branqueada como o primeiro ingrediente. Claro, esses pães também podem conter grãos inteiros, mas eles são mais uma reflexão tardia do que o evento principal.

Uma aposta melhor: evite pães que tenham a palavra “enriquecido” no topo da lista de ingredientes. A palavra significa que eles retiraram os nutrientes dos grãos durante o processamento e os adicionaram de volta para compensar o déficit. Escolha pães que listam grãos inteiros, como trigo integral, de preferência, como o primeiro ingrediente.

2. Pão achatado

Você pode pensar que vai perder o sanduíche se optar por um wrap em vez de pão. Mas se você está comendo pão achatado, lavash ou tortilhas, há uma boa chance de que ele tenha mais calorias do que duas fatias de pão de sanduíche comum. O motivo: os wraps não são apenas grandes, mas também não têm o ar (ou fermento!) que faz o pão normal crescer, por isso são mais densos. E não se deixe enganar pelas variedades de espinafre ou tomate. Eles podem ser um pouco de espinafre ou sabor de tomate, mas não o suficiente para fazer uma diferença nutricional.

Uma aposta melhor: se você está preocupado com o conteúdo calórico do pão e quer emagrecer, considere usar alface romana para embrulhar seus sanduíches, opte por sanduíches abertos com pão integral.

3. Iogurte.

O iogurte conquistou um lugar no corredor da fama dos alimentos saudáveis ​​por ser um dos poucos alimentos naturalmente ricos em probióticos, as chamadas bactérias boas que protegem a flora intestinal. Mas nem todo iogurte é bom para você, e a variedade congelada não é tão diferente de sorvete.

Não só é rico em açúcar, mas também costuma ser adornado com coberturas prejudiciais à saúde, desde biscoitos Oreo triturados a ursinhos de goma. Lanches cobertos de iogurte, como pretzels, passas e amendoins, também são armadilhas para açúcar. E iogurtes com sabor, especialmente aqueles voltados para crianças, tendem a ser carregados com açúcar extra.

Uma aposta melhor: escolha iogurte grego com baixo teor de gordura e tempere-o com frutas frescas, bananas e outras frutas inteiras.

4. Barras proteicas

A maioria das barras energéticas não é diferente em termos de açúcar, calorias e teor de gordura de uma barra de chocolate padrão – especialmente aquelas que são revestidas de chocolate. Eles podem parecer saudáveis, com ingredientes que variam de xarope de arroz integral a fibras adicionadas, mas a realidade é que eles são pouco mais do que calorias convenientemente embaladas.

A melhor aposta: escolha barras que apresentam ingredientes simples e reconhecíveis. Barras, por exemplo, que contêm uma mistura de nozes, sementes e um pouco de mel para mantê-los juntos. E se você está tentando cortar calorias, você pode procurar algo completamente diferente. Energia é igual a calorias e todas as barras energéticas são densas em calorias.

5. Lanches crocantes

Esteja você comendo pretzels, canudos vegetarianos, batata-doce ou chips de couve com sal marinho, é provável que você esteja recebendo muitas calorias sem uma tonelada de nutrição. A maioria desses lanches embalados são grãos refinados, como farinha de trigo enriquecida ou farinha de milho ou soja. E embora possa haver alguns vegetais nesses lanches, geralmente é na forma de pó e longe de ser uma porção completa de vegetais.

Uma aposta melhor: se você deseja comer comida crua, corte os vegetais crus em palitos ou rodelas – cenouras, aipo, pepinos e pimentões são boas escolhas. Adicione um pouco de homus ou até manteiga de amendoim para mergulhar e você terá um lanche balanceado.

Confira também: Saldo Sodexo: Como verificar passo a passo

6. Frutas secas

A maioria das pessoas sabe que os lanches de frutas embalados para crianças são pouco mais do que açúcar e suco de frutas, mas frutas secas também podem ser problemáticas. Frutas que são secas geralmente carecem de nutrientes solúveis em água em suas contrapartes frescas, enlatadas ou congeladas e são densas em calorias. Com a água removida, é fácil comer demais.

A melhor aposta: Lanche em frutas inteiras que sejam fáceis de transportar, como bananas, maçãs, laranjas e peras.

7. Leites à base de plantas

Muitas pessoas pensam que os leites à base de plantas, como os de soja, amêndoa e arroz, são melhores do que o leite de vaca. No entanto, esses leites não têm a mesma mistura de nutrientes do leite de vaca. Além disso, muitos leites vegetais, especialmente as variedades aromatizadas, são carregados de gordura e açúcar.

Uma aposta melhor: a menos que você tenha uma alergia ou uma séria aversão ao sabor, prefira o leite de vaca às variedades de plantas fortificadas.

8. Granola

Quer você esteja colocando granola em seu iogurte ou comendo uma barra de granola, a maioria dos produtos de granola está repleta de gordura e açúcar. Claro, eles começam com ingredientes saudáveis ​​- aveia em flocos, frutas secas, nozes e sementes são todos ingredientes saudáveis ​​e ricos em nutrientes. Mas então os fabricantes pegam esses ingredientes e os cobrem com algum tipo de adoçante (açúcar, melaço, mel e xarope de milho são escolhas comuns) e os assam em óleo.

9. Manteiga de amendoim com teor reduzido de gordura

Esses produtos para barrar altamente processados ​​têm o mesmo número de calorias que a manteiga de amendoim tradicional, eles acabam de substituir a gordura por enchimentos e açúcar. Muitos fabricantes também estão pegando essas manteigas de baixo teor de gordura e adicionando aromas de alto teor calórico, como chocolate ou morango.

A melhor aposta: opte pelo negócio real em vez de qualquer impostor de manteiga de nozes. A gordura das manteigas de nozes é realmente boa para o coração em doses modestas.

10. Bebidas esportivas

Se você é um corredor de maratona ou se exercita por mais de duas horas por dia, pode precisar de uma bebida esportiva para repor os eletrólitos perdidos. As bebidas esportivas não são necessárias e são uma fonte adicional de açúcar em uma dieta que já está carregada de calorias.

Uma aposta melhor: hidrate com água, não com bebidas ampliadas. Você não apenas saciará sua sede de maneira saudável, mas também evitará um golpe desnecessário em sua carteira.

A coisa mais importante a se ter em mente quando você está em busca de alimentos saudáveis em sua dieta: uma ou duas palavras ou ingredientes saudáveis ​​no rótulo não fornecem a imagem completa. Também é importante olhar não apenas para os alimentos individuais, mas para toda a sua dieta.

 

Você também pode gostar...