fotografia de alimentos
Variedades

Fotografia de Alimentos: Dicas Essenciais Para Restaurantes

Se você é dono de um restaurante, saiba que a fotografia de alimentos é um aspecto de suma importância para você se preocupar.

Isso porque, no mundo gastronômico, “uma imagem vale mais do que mil palavras” e se você utilizar essa ferramenta da maneira certa, pode ter certeza que as chances de atrair clientes e vender mais serão muito maiores!

Portanto, se você quer saber mais sobre o assunto, assim como algumas dicas para aplicar nas fotografias do seu restaurante, continue acompanhando o artigo com atenção!

Fotografia de alimentos para restaurantes: dicas essenciais

Obviamente, tirar fotos de pratos, bebidas e sobremesas é algo de suma importância para qualquer restaurante.

Afinal de contas, esta é uma ótima forma de divulgar o que você vende, atrair clientes e fazer com que eles se sintam interessados em consumir determinado prato.

Porém, se você quer resultados satisfatórios ao investir nesta estratégia, não basta colocar um prato em cima da mesa, pegar o celular e tirar algumas fotos.

Não, se você quer se destacar com suas fotografias e atrair cada vez mais clientes, você precisa fazer algo com mais cuidado, pensando em cada detalhe e na estética final da imagem.

Uma fotografia de alimentos de qualidade precisa despertar o desejo em quem for vê-la. 

Sabe quando você vê a imagem de um prato ou de uma sobremesa e dá água na boca só de olhar? Pois então, o seu restaurante precisa causar essa sensação nos consumidores.

Por exemplo, vamos supor que você seja dono de um restaurante peruano. Então, para chamar a atenção da clientela e atrair cada vez mais pessoas, é importante investir em belas fotografias de ceviches, anticuchos, olluquitos, pollos a la brasa, entre outros.

E para conseguir isso, é essencial que você se atente às dicas que apresentaremos a seguir!

Pré-produção (planejamento)

Antes de qualquer coisa, é de suma importância que você faça uma pré-produção referente a fotografia de alimentos do seu restaurante.

Então, planeje-se com os colaboradores do seu restaurante para isso ser feito. Escolham um dia da semana, um horário, um ou mais ambientes, e claro, os pratos que serão fotografados.

Dessa forma, o processo torna-se muito mais organizado e ninguém é pego de surpresa.

Equipamentos

Hoje em dia, os smartphones já conseguem entregar belas fotos através das câmeras que possuem.

No entanto, se você quer dar um ar mais profissional e sofisticado a suas fotografias, e pode investir mais, vale a pena utilizar uma câmera do tipo DSLR ou mirrorless.

Além disso, vale a pena investir em um conjunto de lentes para ter mais opções de foco e profundidade ao tirar as fotografias, assim como um bom tripé para dar mais segurança na hora dos cliques e evitar aquelas “tremidinhas” que podem acontecer.

Iluminação

Além de ter os equipamentos adequados para tirar as suas fotografias, é fundamental que você se atente também a iluminação na hora de retratar os pratos oferecidos pelo seu restaurante.

E para isso, você não precisa necessariamente investir em mais equipamentos. A luz natural, aquela que vem de uma janela, já é ótima para você fazer belas fotografias de alimentos.

Agora, se considerar necessário, você pode investir também em uma ou mais luzes artificiais.

A única observação é: não use o flash, pois ele cria brilhos intensos, sombras e tira a cor da comida, o que pode acabar com qualquer prato colorido, apetitoso e bem montado.

Enquadramentos

A fotografia de alimentos, além de ser importante para o cardápio, é relevante para as redes sociais e as ações promocionais de qualquer restaurante.

Por isso, quando for fotografar, utilize diversos ângulos e enquadramentos. Veja referências na internet e não economize nos cliques.

Dessa forma, você terá muito mais chances de conseguir ótimas fotografias e diversas opções para utilizar. 

Apenas tenha em mente o seguinte: o foco, o destaque da fotografia, deve ser sempre pensado no prato.

Composição

Além do enquadramento, é importante pensar na composição fotográfica, ou seja, em como será montado o cenário para a fotografia.

Haverá algum enfeite como velas, vasinhos ou flores? Haverá copos, talheres e um guardanapo para complementar o prato? O ambiente do restaurante aparecerá de fundo?

Tudo isso deve ser pensado, até porque assim a foto não fica “crua”, somente com um prato e a comida nele.

Pós-produção

Seguiu as dicas anteriores, tirou as fotografias e está pronto para utilizá-las e divulgá-las? Calma, pois ainda há um último e importante passo que você deve se atentar… a pós-produção. 

Isso porque, mesmo que você siga todas as dicas acima e tire belas fotos, é necessário verificar em algum software ou ferramenta como estão as imagens e se dá para melhorá-las, editando-as e fazendo ajustes/correções, por exemplo, relacionadas a cor, ao contraste e a saturação.

Normalmente, estes e outros aspectos podem ser melhorados.

Erros comuns para evitar na fotografia de alimentos

Além das dicas anteriores, existem algumas outras referentes ao que você deve evitar para não errar em suas fotografias, são elas:

 

  • Não limpar a bagunça da mesa, do balcão ou da cozinha antes de tirar as fotos;
  • Não nivelar a câmera à linha do horizonte;
  • Utilizar o zoom digital;
  • Exagerar na edição;
  • Colocar muitos itens e elementos na foto;
  • E tirar fotografias apenas porque parecem bonitas com pouca luz. 

Como dissemos mais acima, a iluminação é um aspecto essencial na hora de tirar fotos e, caso você faça isso com pouca luz, pode ter um resultado não muito interessante depois, com granulações, pouca nitidez e sem uma riqueza nos detalhes.

Dica final

Como você pôde ver ao longo deste artigo, tirar fotografias de alimentos não é algo tão simples e fácil se você quer resultados satisfatórios.

Porém, não esqueça de uma coisa: a prática leva a perfeição. Inclusive, atualmente existem diversos cursos e materiais disponíveis na internet para você aproveitar.

Então, mesmo que as primeiras fotografias não fiquem tão boas ou que você tenha uma certa dificuldade no início, não desista.

Faça seus cliques, teste diferentes ângulos, ambientes e enquadramentos, monte cenários, pense na estética das imagens e não deixe de tratá-las na pós-produção.

Agora, se você acha que isso não é para você e que é algo que exige muito tempo e investimento, talvez seja melhor contratar um fotógrafo profissional.

Assim, o seu restaurante terá fotografias profissionais, feitas por uma pessoa que entende do assunto!

Esperamos que as nossas dicas sobre fotografia de alimentos tenham lhe ajudado. Até a próxima!

 

Você também pode gostar...