Intercâmbio na Inglaterra
Viagens

Intercâmbio na Inglaterra precisa de visto?

Eu preciso de visto para estudar ou trabalhar na Inglaterra? Essa é uma dúvida que surge assim que alguém pensa em passar uma temporada de trabalho ou estudo no Reino Unido. Acompanhe a nossa postagem abaixo que explicará, detalhe por detalhe, como funcionam os vistos britânicos.

Visto de turismo na Inglaterra

Primeiramente, é importante frisar que se o seu “intercâmbio” consiste em passar algumas semanas ou meses viajando pela Inglaterra sem estudar ou trabalhar, temos uma boa notícia: você não precisa de visto! Ao chegar no país, você precisará apresentar seu passaporte com no mínimo seis meses de validade a partir da data de chegada, um formulário de imigração devidamente preenchido, suas passagens de ida e volta, alguma comprovação financeira de aproximadamente 70 libras por dia de permanência no país e seus comprovantes de hospedagem. Estando tudo em ordem, os agentes de imigração concederão um Standard Visitor Visa (visto de turista padrão) com validade não superior a seis meses.

Vistos de estudo na Inglaterra

Mas e se eu quiser estudar na Inglaterra, fazendo um intercâmbio estudantil, como funciona? Nesse caso, existem várias modalidades que variam de acordo com o período e o nível do estudo. Confira qual opção se encaixa melhor com a sua necessidade:

Vistos de estudo com duração de 6 a 11 meses

Caso o seu curso tenha duração de mais de meio ano, mas inferior a 11 meses, você deverá solicitar um Short-term Study Visa (visto de estudo de curta duração). Esse visto deve ser solicitado ainda no Brasil e não tem a possibilidade de ser prorrogado. Além disso, esse visto também não autoriza o estudante a trabalhar na Inglaterra. Caso o seu curso desejado tenha duração total superior a esse prazo, você deverá solicitar em solo brasileiro um visto que conceda uma maior permanência no território britânico.

Vistos de estudo com duração superior a 11 meses

No entanto, se o seu plano é estudar por um período maior na Inglaterra, você precisará de um visto específico para concretizar seu intercâmbio. Esse visto é o Tier 4 – General Student Visa (visto da categoria 4 – para estudantes no geral), que é o padrão para estrangeiros que desejam estudar na Inglaterra. Assim como o Short-term Study Visa, o Tier 4 também deve ser solicitado antecipadamente no Brasil, antes da chegada na Inglaterra. Contudo, ao contrário do visto de curto prazo, o Tier 4 depende de alguns pré-requisitos:

  • O aluno deverá ter sua matrícula previamente aceita por uma das instituições credenciadas (escolas, universidades etc.) pela agência reguladora do Reino Unido. O documento que comprova a matrícula em uma das instituições de ensino é o CASConfirmation for Acceptance of Study (confirmação de aceitação de estudo). O aluno provavelmente receberá por e-mail esse documento da instituição em que sua matrícula foi aceita.
  • O aluno deverá comprovar que possui fundos suficientes para financiar seu curso e suas despesas pessoais durante o intercâmbio na Inglaterra. O governo britânico estabelece como parâmetros mínimos a quantia de 1265 libras por mês para a permanência em Londres e a quantia de 1015 libras mensais para a permanência nas demais cidades. Note que no caso de cursos de longa duração (como os universitários, por exemplo, que duram vários anos), seria bastante difícil apresentar a quantia completa correspondente a todos os meses de estadia na Inglaterra. Sendo assim, há um valor-limite a ser apresentado, que é o de 9 meses. Em outras palavras, independentemente da duração do curso que seja superior a 9 meses, o aluno não precisará comprovar ter reservas superiores a 9 meses de estadia (para Londres, a quantia total de 11385 libras, enquanto para as demais localidades, a soma de 9135 libras).
  • O aluno deverá apresentar um certificado de proficiência em língua inglesa. A competência mínima exigida corresponde ao nível B1 do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas, que corresponde ao que é chamado de nível intermediário no Brasil. Para estudantes de nível superior, o nível exigido é o B2. Em termos numéricos, é necessária uma nota superior a 5.5 no exame IELTS ou superior a 72 no exame TOEFL.

Há ainda um último detalhe importante em relação à solicitação do Tier 4. Como boa parte da documentação exigida estará em língua portuguesa, será necessário contratar uma tradução juramentada para verter os documentos para o inglês (o tradutor juramentado é o profissional autorizado a fazer traduções oficiais).

Tier 4 sem todos os requisitos

Também pode acontecer de você desejar um visto Tier 4, mas ainda não ter reunido toda a documentação necessária ou não conseguir cumprir todos os requisitos para obtenção do visto (por exemplo, digamos que você ainda depende de uma entrevista pessoal na Inglaterra para conseguir garantir sua matrícula). Nesse caso, você pode fazer a solicitação de um Tier 4 Prospective Student sob a condição de que, em no máximo seis meses, você começará seu curso e atenderá todos os requisitos de um Tier 4 – General Student Visa.

Seguro viagem na Inglaterra

Seja uma viagem de estudos ou turismo, o seguro viagem não é obrigatório na Inglaterra. Entretanto, devido aos altos custos do atendimento médico (e da conversão da libra), o seguro viagem deve ser sim contratado. Principalmente em viagens de longa duração, onde aumentam as chances de se precisar de um médico.

Para se ter ideia, uma simples consulta com um especialista pode facilmente custar 100 libras. Isso é quase 800 reais! Casos mais sérios, então, o valor da conta hospitalar pode, facilmente, passar das dezenas de milhares de libras.

 

 

Você também pode gostar...